As 5 mentiras mais contadas no mundo dos investimentos

Quando o assunto é mercado financeiro, diversas informações são difundidas e repetidas com frequência. Você já ouviu falar, por exemplo, que investir é difícil e exclusivo para pessoas com muito dinheiro? O mundo dos investimentos está cheio de mitos que podem desestimular os aportes.

Por isso, o ideal é saber identificar o que é verdade e o que é mentira. Afinal, quanto mais conhecimento você tiver, melhores serão as suas decisões no momento de escolher ativos e produtos financeiros para montar uma carteira de investimentos, certo?

Pensando nisso, este artigo apresentará os principais mitos do mercado financeiro. Continue a leitura e conheça as 5 mentiras mais contadas no mundo dos investimentos!

  • A poupança é o investimento mais seguro do mercado

É inegável que a caderneta de poupança é o investimento mais popular no Brasil. Em relação aos investimentos que os brasileiros conhecem, 89% declaram saber sobre a caderneta. Entre os quesitos que a tornam tão famosa, estão a facilidade, comodidade e segurança.

Assim, muitas pessoas ainda acreditam que a poupança é a opção mais segura do mercado financeiro. No entanto, esse é um dos maiores mitos do mundo dos investimentos. Embora apresente um bom nível de segurança e estabilidade, existem outras alternativas com essa característica.

Quer saber quais são? Na renda fixa, por exemplo, é possível encontrar investimentos tão seguros quanto a poupança — e mais rentáveis. Além de apresentar baixo risco, muitos títulos privados contam com a cobertura do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), assim como a caderneta.

O FGC (Fundo Garantidor de Crédito) garante proteção contra o risco de quebra das instituições emissoras das aplicações, até um determinado limite. Por outro lado, os títulos públicos contam com a garantia do Governo Federal.

Logo, você pode encontrar oportunidades no mercado que ofereçam melhores rentabilidades sem que seja necessário deixar a proteção de lado.

  • É preciso ter muito dinheiro para investir

Um dos grandes mitos do mercado financeiro é a ideia de que apenas pessoas com muito dinheiro podem investir. Porém, o mundo dos investimentos oferece oportunidades para pessoas com diferentes poderes aquisitivos.

Alguns títulos públicos, por exemplo, permitem que pessoas físicas façam investimentos a partir de pouco mais de R$ 30. Também há outras alternativas, como alguns fundos de investimento que não exigem aportes iniciais elevados.

Até mesmo quem investe na bolsa de valores pode começar com pouco dinheiro e construir patrimônio gradualmente. Em vez de comprar um lote inteiro de ações, por exemplo, você pode recorrer ao mercado fracionário.

Assim, é possível fazer aportes com valores menores, conforme a sua disponibilidade financeira. Dessa forma, o montante disponível não precisa ser uma barreira para quem quer começar a fazer investimentos.

Você pode iniciar seus aportes conforme suas condições no momento, sem precisar juntar previamente grandes quantias. Nesse caso, o ideal é ter uma estratégia para selecionar as alternativas adequadas para as suas necessidades e que ajude o seu patrimônio a render.

  • É possível ficar rico rapidamente com ações

Quando o assunto é investimentos, muitas pessoas focam apenas nos ganhos. Por isso, existe a forte ideia de que investir em ações na bolsa de valores é como ganhar na loteria. Isso leva à visão de que basta fazer a escolha certa para multiplicar seu dinheiro em várias vezes e ficar rico rapidamente.

No entanto, quem começa a investir em ações com esse pensamento tende a se frustrar. Afinal, trata-se de mais um dos mitos contados no mundo dos investimentos. Na prática, a melhor forma de aproveitar as oportunidades do mercado acionário é ter paciência e pensar no longo prazo.

Isso porque o investimento em ações requer tempo para diluir os riscos e para amadurecer os resultados. Ademais, as decisões estratégicas de um negócio precisam de tempo para se consolidarem e trazerem resultados consistentes. Por esse motivo, é mais fácil observar o desempenho positivo em médio e longo prazo.

No curto prazo, existe a possibilidade de especular. Contudo, essa prática envolve riscos muito mais significativos. Assim, embora seja possível ter resultados em menos tempo, o nível de segurança é muito menor nesse tipo de operação.

Vale ressaltar que focar no longo prazo também oferece benefícios para quem investe em renda fixa. Nesse caso, o tempo amplo potencializa os efeitos dos juros compostos. Logo, quanto maior o período em que o dinheiro fica investido, maior tende a ser o acúmulo de capital.

  • Investir em imóveis é a melhor opção para ter renda passiva

Provavelmente você conhece um parente ou amigo que possui imóveis para alugar ou acredita que esse é o melhor investimento para quem busca segurança e bom desempenho, certo? Contudo, essa não é a única maneira de investir no mercado imobiliário e obter renda passiva.

O mercado financeiro oferece outras possibilidades que podem ser interessantes, como os fundos de investimento imobiliário (FIIs). Trata-se de uma modalidade coletiva disponível aos investidores interessados em aportar no mercado de imóveis.

Para participar dos resultados, é necessário adquirir cotas negociadas na bolsa de valores. O patrimônio do FII é movimentado por um gestor profissional, que aloca os recursos conforme a estratégia do fundo.

No caso dos FIIs, o capital pode ser distribuído em títulos e ativos imobiliários, como imóveis físicos, títulos atrelados à imóveis, além de cotas de outros fundos. Uma vantagem dessa modalidade é a diversificação dos riscos, pois normalmente há diversos investimentos no portfólio.

Esses fundos também distribuem dividendos, o que pode se tornar uma fonte de renda passiva no presente e no futuro. Além disso, o investimento em fundos imobiliários envolve menos custos e burocracia do que a compra de um imóvel físico. Interessante, não é?

  • Não existem riscos ao investir em renda fixa

Outro mito comum no mundo dos investimentos é o de que a renda fixa não apresenta riscos. Em geral, as aplicações possuem mais estabilidade em relação aos rendimentos e são mais seguras que alternativas de renda variável.

No entanto, é importante ter em mente que todo investimento envolve algum nível de risco. Isso significa que você não deve acreditar que existem alternativas totalmente protegidas — nem mesmo a poupança. Mas não se preocupe: existem aplicações com risco muito baixo, como você já conferiu.

Ainda, existem formas de fazer uma estratégia eficiente de controle de riscos para investir com mais segurança. Por exemplo, ao conhecer o seu perfil de investidor e ao montar uma carteira diversificada, conforme os seus objetivos financeiros e horizonte de investimentos.

Agora você já conhece as 5 mentiras mais contadas no mundo dos investimentos. Elas podem estar impedindo que você ganhe dinheiro, então é preciso superar esses mitos. Ao conhecer a verdade sobre o assunto, fica mais fácil investir e alcançar suas metas de curto, médio e longo prazo.

Fonte: Como Investir/Anbima

Você precisa estar logado para avaliar este conteúdo. 🙂



5 de agosto de 2022

5 respostas em "As 5 mentiras mais contadas no mundo dos investimentos"

  1. pura verdade .
    obrigado por esse alerta.
    Renda certa

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

© 2021 - BRF Previdência - Todos os direitos reservados | Plataforma powered by MIRADOR
Gire a roleta da fortuna!
Kindly get back to your previous orientation view... your wheel is rolling there...

Você ganhou pontos grátis
Roleta da Fortuna chance especial desbloqueada!
Sua vida financeira não é uma roleta da sorte, ela precisa de planejamento e disciplina. Mas aqui você pode brincar e ganhar pontos. Afinal, um pouco de sorte também cai bem, né? Gire a roleta e boa sorte!
*Você pode girar a roda apenas uma vez por mês.
Você precisa estar logado para girar a roleta!